PESQUISA CIENTÍFICA

No Jardim Botânico do Rio de Janeiro são realizadas investigações científicas em diversas áreas da Botânica, tais como taxonomia, anatomia, morfologia, fisiologia, biogeografia, fitogeografia, ecologia e conservação, bem como em história da ciência, fitopatologia e outros temas associados a jardins botânicos.

DIRETORIA DE PESQUISAS

A maior parte das atividades científicas no JBRJ é desenvolvida na Diretoria de Pesquisas Científicas (DIPEQ), a qual cabe “planejar, promover, coordenar, acompanhar e avaliar a execução das atividades de pesquisas científicas de interesse da instituição” (Decreto nº 6.645, de 18 de novembro de 2008, artigo 13). 

A EQUIPE

As atividades de pesquisa científica no JBRJ contam atualmente com o trabalho de 42 pesquisadores, entre os do quadro permanente e os associados, além de tecnologistas, técnicos laboratoriais e funcionários de apoio. Um grande número de bolsistas de graduação, pós-graduação e pós-doutorado, normalmente vinculados a projetos com recursos extraorçamentários, também trabalham nas atividades científicas. Leia mais


PROJETOS

A diversidade de temas de pesquisa é refletida pela agenda de projetos que atualmente são executados nesta Diretoria, a maior parte deles com financiamento externo, obtido em editais competitivos de agências de fomento como CNPq, FINEP e FAPERJ. Outros projetos são executados também com recursos obtidos a partir de parcerias com o setor privado. Leia Mais

PUBLICAÇÕES

Os dados bibliométricos indicam claramente que a pesquisa científica no JBRJ vem ocupando um espaço cada vez mais relevante no cenário científico nacional e internacional. Os dados sobre o numero de artigos indexados na base Web of Science e sobre o Fator de Impacto dos periódicos usados nas publicações, em conjunto, sugerem que o esforço de produção. Leia mais

LABORATÓRIOS

A Rede Laboratorial-DIPEQ-JBRJ é composta por 6 laboratórios (Algas, Biologia Molecular, Bioquímica, Botânica Estrutural, Fungos e Sementes), cujo gerenciamento é regido pela Portaria JBRJ 081/2012. Leia mais